Com o início de sua expansão para a América Latina, em dezembro de 2020, o projeto ZEBRA (Zero Emission Bus Rapid-Deployment Accelerator) tem como objetivo impulsionar a expansão dos coletivos menos poluentes, com a ajuda de fabricantes de ônibus e investidores. 

Entre eles, está a montadora sueca Volvo, que anunciou, recentemente, sua entrada no compromisso do fornecimento de ônibus elétricos para o projeto e fará testes pelas ruas de Santiago, no Chile, com o seu modelo 7900, 100% elétrico, a baterias.

A avaliação está prevista para durar quatro meses, iniciando no próximo mês de janeiro. Para a montadora, seu objetivo é validar a consagrada tecnologia de ônibus elétricos da marca, também nas severas demandas do transporte público latino-americano. “A Volvo foi pioneira em ônibus híbridos no continente, com veículos em operação regular desde 2012, no Brasil e Colômbia. Agora, estamos dando mais um passo em nossa jornada de eletromobilidade, trazendo um ônibus 100% elétrico, para testes, aqui”, disse Fabiano Todeschini, presidente da Volvo Buses Latin America.

Os testes, em Santiago, levarão em consideração o monitoramento dos dados e funções do veículo, como autonomia (Kw/km), desempenho, direção, conforto para o passageiro, níveis de ruído, conectividade e performance em zonas com controle remoto de velocidade. “Nosso objetivo é mostrar aos passageiros, operadores e autoridades de transporte o ônibus Volvo 100% elétrico e estudar o cenário para uma possível introdução futura dessa tecnologia no Chile”, afirma José Antonio Margalet, Diretor Comercial de ônibus Volvo, no país.

Segundo a marca sueca, seu respectivo modelo 7900 Electric é propulsionado, exclusivamente, por um motor elétrico de 200 Kw, não emitindo nenhum poluente e nem ruído durante a operação, contribuindo para a descarbonização dos transportes e o desenvolvimento de cidades mais sustentáveis. Suas baterias são de íons de lítio com capacidade para até 330 kWh, garantindo a autonomia ao longo da jornada diária. A recarga das baterias se faz à noite, nas garagens.

Sobre a Aliança Zebra

A Aliança ZEBRA é uma parceria liderada pela rede C40 Cities e pelo Conselho Internacional de Transporte Limpo (ICCT), custeado pelo P4G (Partnering for Green Growth and the Global Goals 2030), organismo que financia e reconhece parcerias público-privadas inovadoras, que impulsionam o crescimento verde.

Em dezembro de 2020, a Aliança Internacional assumiu o compromisso de trazer novos produtos e financiamentos para aumentar a frota de ônibus zero emissões na América Latina. Desta forma, está trabalhando de forma conjunta para conquistar US$ 1 bilhão (R$ 5,3 bilhões) em investimentos, de modo a viabilizar a inclusão de mais de três mil ônibus elétricos em cidades do Brasil, Chile, Colômbia e México.

Em um comunicado à imprensa, o porta-voz do ZEBRA, Thomas Maltese, destacou a importância da América Latina para a mudança de tecnologia dos ônibus: “A América Latina é um dos líderes globais na transição para ônibus zero emissões. Esses compromissos vão acelerar essa mudança, demonstrando que a tecnologia e o capital estão disponíveis para que a região tenha cidades mais limpas e saudáveis e combata a emergência climática”.

A substituição de veículos movidos a combustíveis fósseis por ônibus zero emissões leva a termos um ar mais limpo e menos emissões de gases de efeito estufa, especialmente se os ônibus forem abastecidos com eletricidade vinda de fontes de energia sustentáveis. Nas quatro cidades-chave, em que os sócios ZEBRA são mais ativos, o transporte é responsável por uma grande porcentagem das emissões de gases de efeito estufa: 71% na Cidade do México, 43% em Medellín, 79% em Santiago e 61% em São Paulo – todas cidades cujo sistema de transporte público depende fortemente da tecnologia ultrapassada dos ônibus movidos a diesel.

Hoje, a América Latina tem mais de 1.900 ônibus elétricos, que evitam a emissão de 218.000 toneladas de CO2 na atmosfera, anualmente. Porém, estes veículos ainda representam menos de 1% do total da frota de ônibus da região, demonstrando a urgência desta transição e a importância dos compromissos assumidos por fabricantes e investidores.

A longo prazo, os custos operacionais e de manutenção de ônibus elétricos são significativamente mais baixos do que aqueles de veículos movidos a combustíveis fósseis. O mundo sustentável está cada vez mais próximo de se tornar realidade. E você? Está fazendo a diferença hoje?

Fontes: https://mobilidadesampa.com.br/2020/12/onibus-eletricos-alianca-zebra-anuncia-expansao-na-america-latina/ 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate
Abrir conversa
Olá! Em que podemos ajudar?
Olá! Em que podemos ajudar?