Vamos falar um pouquinho sobre as novidades para o futuro? Hoje, discorreremos sobre os veículos autônomos, aqueles famosos carros/ônibus que não possuem motoristas.

A ideia de um carro que anda sozinho teve início lá em 2008 e o responsável pela idealização desse veículo foi um engenheiro do Google. O principal objetivo era reduzir acidentes de trânsito e a emissão de poluentes. 

Os ônibus autônomos também são uma realidade

Em 2015, na China, foi apresentado um ônibus de condução autônomo, desenvolvido pela Academia Chinesa de Engenharia. Na Suíça, um miniônibus para 12 passageiros já foi testado; os Estados Unidos também possuem um miniônibus que interage com o passageiro.

O micro-ônibus autônomo e elétrico já opera em Paris. O modelo é um shuttle da empresa de transportes Keolis, com capacidade para 11 passageiros.

Aqui, no Brasil, esses veículos também estão sendo testados. O Governo do Distrito Federal lançou um plano para tornar a capital federal a primeira cidade inteligente da América Latina a implantar essa modalidade de transporte em parceria com o Vale do Silício. De acordo com o diretor geral da Via Technologies no Brasil, São Paulo pode ter ônibus autônomo até 2028.

Conhecendo um pouco mais sobre os veículos autônomos

Existem 5 níveis de classificação para essa modalidade de veículo. O nível 1 é representado pelos carros que possuem assistências à direção, como manutenção de faixas, freio automático e controlador de velocidade. Já o nível 2 são aqueles que funcionam em conjunto e permitem que o carro funcione sem intervenção humana por alguns segundos; no entanto, a responsabilidade continua sendo do motorista. No nível 3, não há limitação de tempo no funcionamento, contudo, a responsabilidade continua sendo do condutor, que precisa estar atento, caso precise assumir o volante toda vez que o carro avisar. É no nível 4 que a responsabilidade passa a ser do carro. Aqui, o condutor pode executar qualquer outra função enquanto está indo de um lugar para outro. Funciona apenas em rodovias, mas leva a pessoa de uma cidade para outra sem que haja interferências, sendo necessário que o condutor assuma apenas em pequenos trechos. No nível 5, o carro é 100% autônomo, ou seja, é capaz de conduzir sem que haja qualquer interferência. Funciona tanto na cidade quanto nas rodovias.

Como funciona um carro autônomo?

  • Existe um sistema de mudanças de faixas e movimentação em rodovias;
  • Há sensores que permitem que o sistema autônomo funcione;
  • As câmeras funcionam como um complemento ao GPS e permitem algumas ações, como o estacionamento automático e autônomo;
  • Freio, aceleração e desaceleração são realizados automaticamente.

A segurança dos veículos autônomos

Uma das maiores vantagens dos veículos autônomos é a segurança. Assim, as fabricantes e empresas de tecnologia estimam que o número de acidentes de trânsito vai despencar. Isso porque os veículos são comandados por computadores e as informações serão repassadas por meio digital.

As mudanças acontecem de forma progressiva e bem rápida. Por isso, é importante ficar sempre de olho nas notícias para não perder nenhuma grande novidade. E aí, gostou de conhecer um pouco mais sobre os veículos autônomos? Esperamos que sim! 🙂

Não deixe de acompanhar o nosso blog e as redes sociais: Facebook e Instagram. Sempre postamos novidades e informações. Até a próxima!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate
Abrir conversa
Olá! Em que podemos ajudar?
Olá! Em que podemos ajudar?