Com estratégias eficientes e planejamento, sua empresa pode evitar problemas e se tornar mais rentável ao ter uma gestão da frota. Já pensou sobre isso? 

Afinal, estamos falando de veículos que devem ter a palavra segurança e eficiência como mote, já que transporta pessoas. E esses compromissos devem se refletir em demandas que vão além de abastecer os veículos e colocá-los a rodar.  

Como as frotas de ônibus estão sujeitas a regimes de trabalho mais intensos, seja prestando serviços de transporte público ou privado, o controle da frota de ônibus é a única forma de manter os veículos em plenas condições de funcionamento.

Por isso, vamos compartilhar aqui 3 dicas de como gerenciar sua frota de forma mais fácil, falando sobre alguns métodos e técnicas que podem te ajudar:

Tenha um planejamento da manutenção

Os procedimentos de manutenção são imprescindíveis, porque preservam os veículos em boas condições, garantindo maior vida útil. E a gente sabe, veículos em boas condições oferecem maior segurança, conforto e economia.

Afinal, o consumo de combustível e de lubrificantes é mais equilibrado quando todas as peças do motor estão reguladas de maneira adequada. 

No processo de manutenção, existem 3 categorias: 

  • manutenção preventiva, que avalia desgastes e permite correções antes que o problema se agrave e cause danos maiores;
  • manutenção preditiva, que é feita com ferramentas que conseguem traçar um diagnóstico das reais condições do veículo, também permitindo ações antes que o estrago seja feito;
  • e manutenção corretiva, que ocorre quando nenhum dos processos anteriores foi adotado e o veículo sofre uma pane e precisa de reparo imediato. Nesse caso, a empresa costuma gastar mais, pois exige interrupção não programada da operação, além de riscos para a segurança na estrada.

Alinhe-se com motoristas e equipe

Ter os motoristas e toda a equipe de colaboradores alinhados aos princípios da empresa é essencial para a melhoria do serviço prestado. Primeiro, porque eles são linha de frente e estarão lidando com os clientes - ou seja, eles são o contato da empresa com o cliente e podem deixar essa marca de forma positiva ou negativa.

Depois, uma frota de ônibus em bom estado de conservação depende de como os motoristas conduzem os veículos. Certos hábitos podem contribuir para o aumento no desgaste de peças, componentes e sistemas. 

Por isso, a empresa pode criar palestras, aulas e formações sobre direção defensiva, primeiros socorros, sustentabilidade e melhores formas de manuseio dos ônibus - se existe alguma tecnologia nova ou funcionalidade que melhora a vida do motorista. 

Assim, você aproxima os condutores da empresa e os coloca como parceiros na manutenção da frota.

Melhoria constante

Com esses dois passos em dia, o negócio é ficar atento ao mercado e melhorar constantemente. Você pode adotar softwares para te ajudar na gestão e usar a tecnologia ao seu favor, inclusive com dados mais precisos para a tomada de decisões.

Na dúvida, venha conversar conosco e descobrir como se organizar com a compra de peças e manutenção!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Traduzir
×